Tradução

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Cirurgia bariátrica- Bypass- Y de Roux

Oi, gente.

Há mais de um tipo de cirurgia bariátrica. O tipo adotado para cada pessoa depende muito da avaliação da equipe médica. A minha foi a Bypass em Y de Roux, onde, além da redução do estômago, há um desvio do intestino. Logo, a absorvição dos alimentos é menor, o que provoca um emagrecimento mais rápido, porém os cuidados pós-cirúrgicos são maiores.
Encontrei o vídeo abaixo no Youtube, que descreve, em simulação, como é o procedimento pelo qual passei.



Não estou, com isso, incentivando ninguém a adotar o mesmo procedimento que eu. Essa é uma decisão a ser tomada pela equipe médica!

Mas espero que tirem as dúvidas que possam surgir!

Beijocas,

Monique

terça-feira, 26 de junho de 2012

Um mês após a cirurgia...

Bom, vocês devem ter percebido que postei tudo o que aconteceu muito tempo depois da cirurgia.
E dia 21 completamos um mês de operadas.
Durante esse tempo, nos comunicamos através de msn, facebook e celular.
Durante esse mês, nossa dieta alimentar evoluiu e, antes da consulta de revisão, eu já estava me alimentando com alimentos pastosos (purês, suflês), sopas, sucos...
No último dia 21/06, fomos à consulta de revisão. E nos reencontramos , na sala de espera da equipe médica.
O clima de festa foi incrível! E era visível em nós os progressos!
Consulta com a endocrinologista, nutricionista, fisioterapeuta e psicóloga. Eu emagreci, nesse período, 14,9kg! Milena, 12kg. Lucia, 9kg e Diogo, 19kg!
A dieta agora passa a ser menos restritiva, com as refeições bem determinadas: Café da manhã, lanche, almoço, novo lanche, jantar e ceia. Intervalo entre duas a três horas entre as refeições.  E liberados macarrão, carne moída, entre outros alimentos.
Ao final das consultas, saímos os quatro para almoçar no restaurante a quilo. Nossa, quanto tempo sem saber o que era isso!
O mais engraçado, foi o valor que paguei pela minha refeição, composta de uma colher de macarrão, uma de feijão e uma de strogonoff: R$2,00! Pode acreditar! Milena, quase a mesma quantidade que eu.
Pra quem comia uma "serra", em cada refeição, a mudança é enorme!

Monique , Milena e as refeições de dois reais!
Na despedida, muitas fotos. A mais legal, mostra os quatro, que Lúcia chamou de “Os reduzidos”!
Diogo, Eu, Milena e Lúcia ( "Os Reduzidos")

E ficamos de retornar todos, mês que vem, no mesmo dia, pra repetir a dose!
Beijos,
Monique

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Voltando para casa

Bom, no total, passei uma semana em Itaperuna.
Na sexta-feira, retornamos ao Cento de Controle do Peso para fazer nova pesagem e pegar a guia para novos exames e a receita médica.
Na pesagem, descobri que havia emagrecido “apenas” 1,2kg. Milena, incríveis 3kg!
Sábado, foi o dia das despedidas. Milena e sua mãe, retornaram a Rio das Ostras. Lúcia, permaneceria em Itaperuna, pois só seria liberada na segunda-feira.
E eu (junto com Tia Zeny), de volta pra casa, em Aperibé.
Pra começar, de verdade, minha nova vida. E sair de vez do casulo.

terça-feira, 19 de junho de 2012

Ainda em Itaperuna...

Oi, gente!
Vamos continuar a saga!
Quinta-feira foi o dia da minha alta.
Acordei  felicíssima da vida, só de saber que estaria fora do hospital.
Foi dia de receber a equipe médica, as orientações da fisioterapeuta, despedir dos enfermeiros, me livrar do soro...
No Centro de Controle do Peso, conversa com a nutricionista, com a queridíssima psicóloga Glória e pesagem (só pra matar a curiosidade). Fiquei meio decepcionada, quando vi que só tinha emagrecido 1 kg. Mas também, ainda estava inchada, tinha tomado soro até poucos minutos antes.
Do hospital, seguimos de táxi até o Hotel Meireles, no centro de Itaperuna. E fomos em galera: Eu, Tia Zeny (minha acompanhante e anjo da guarda), Milena e Andréa ( mãe de Mi).
Tirando os aborrecimentos com o hotel ( que merece um post à parte), o resto do dia foi de alimentação. A gente teria de ficar ainda na cidade, já que eu estava com o dreno, e Milena em observação.
Nosso divertimento se resumiu a caminhar pelos corredores do hotel, bater altos papos, e cair na risada. Ficamos as quatro no mesmo quarto, o que animou ainda mais o clima.
A gente se virou na alimentação comprando aquelas sopinhas de bebê, diluídas em água quente. Tia Zeny (claro!) comprou uma cafeteira, pra gente poder aquecer a água e diluir a sopa.

E assim, apesar dos perrengues do dia, passamos momentos muito divertidos.
E, finalmente, uma noite de sono sem soro!
Beijinhos,

Monique.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

A vida no Hospital

Bom, já que minha queridíssima amiga Milena ainda não deu o ar da graça, continuo com meu relato...
O dia seguinte (22/05) foi pra me acostumar.
Banho pela manhã, troca de curativos, visita da equipe médica. A minha querida fisioterapeuta (Dra. Andréa), me fazendo exercícios diversos, para evitar trombose e embolia.
Após os exercícios, lá veio a Marci ( nutricionista), me trazendo a dieta daqueles primeiros dias. Somente líquidos (20 ml a cada 10 minutos), variando entre água, chá e água de coco.
Então, meu segundo dia se resumiu a caminhar pelo corredor (de hora em hora), e me empanturrar de líquidos! Nas minhas caminhadas, parava no quarto de Milena para dar um alô.
Na manhã desse dia, conheci Lúcia Helena, de Cabo Frio. Ela iria operar naquela tarde.
Sabe uma pessoa completamente alto-astral? Essa é Lúcia.
Ficamos um tempão de papo, antes da sua entrada no centro cirúrgico. E a pessoa aqui, que deveria ficar sem falar, para não dar gases, desandou a falar o dia inteiro, com todo mundo, porque não sabe ficar parada!
E, por incrível que pareça, até hoje os tais gases não apareceram (risos).
Já na quarta-feira (23/06), minha dieta passou a 30 ml de líquido a cada 15 minutos. Com um adicional: entrou uma sopinha de legumes que, àquela altura, era a melhor das iguarias! Eu levava quase duas horas para consumir toda a sopa que vinha. Mas fiz questão de tomá-la somente na hora do almoço e do jantar. O restante do dia, me contentava com água, chá, suco e água de coco.
Eu fazia piada de tudo: da alimentação, do soro, dos enfermeiros. Quem me via não acreditava que havia passado por uma cirurgia. Mas preferi enfrentar tudo com humor, já que tinha me proposto a isso.
Porque, sem bom humor, não há cristão que aguente!
Beijinhos,
Monique.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Saindo do Casulo

Oi, povo!
Apareci para falar do meu momento de transformação.
Dei entrada no hospital São José do Avaí, no dia 20/05, por volta das 16h. Apresentei meus documentos à recepcionista, assinei os papeis e esperei para ser levada ao meu quarto.
Cinco minutos depois, chega Milena, com os pais. Ela correu para o banheiro. Cumprimentei sua mãe, que me perguntou: “Vai operar também?” Eu assenti e ela me respondeu com um “Deus te abençoe”.  (detalhe: eu nem os conhecia! Rsrsrs).
Meu marido, e o amigo que nos acompanhava, foi comigo e minha tia ao quarto.  Nos despedimos.
Durante a noite, visita de enfermeiros (medir pressão, temperatura, etc.).
Às 18h, me alimentei de uma sopa de legumes. Foi minha última refeição antes da cirurgia. Líquidos em geral, somente até as 22h. Aí, dormi!
Na manhã do dia 21, recebi a visita da fisioterapeuta, da equipe médica, do anestesista, que me explicou como se daria a cirurgia e ministrou remédios para dor.
Dei entrada no centro cirúrgico por volta das 12h30min. A última coisa de que me lembro foi: o anestesista perguntou a minha idade. Eu respondi: “35”. Ele: “Caramba, pensei que você tivesse uns 28!” Eu ri e respondi: “ Menino, se eu não estivesse aqui, te dava um abraço agora!”
E Puff! Fui!
Acordei na sala de recuperação completamente tereré da cabeça, chamando pela minha mãe. Até me lembrar de onde eu estava...
Voltei caminhando para meu quarto, ainda tentando me encontrar. Em seguida, chega a fisioterapeuta e , toda animada, chama: “Vamos caminhar!”
Como? Mulher, eu ainda tava grogue!
Pois ela me fez caminhar pelo corredor da ala, pra saber o que fazer nos dias seguintes.
E lá veio o anestesista (Rafael), saber se eu sentia dor.  Graças a Deus, nenhuma.
E catapof! Caí de sono na minha caminha de hospital!

Depois, a novela continua... rsrsrs



Foto tirada em fevereiro/2012. Estava BEM fofinha!


Depois a novela continua... rsrsrs

Beijos,

Monique.